Em 2018, Ouro Preto comemora o ano do patrimônio cultural

O carnaval passou, mas Ouro Preto sustenta no ar um clima de festa, pois completa-se agora 80 anos do tombamento federal, que reconheceu seu conjunto arquitetônico e urbanístico como Patrimônio Nacional, resguardando o cenário dos valiosos fatos históricos que ali foram vividos. Anos depois, este mesmo conjunto obteria reconhecimento mundial.

O prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, encaminhou à

Câmara Municipal um projeto de lei transformando o ano de 2018 no ano do Patrimônio Cultural, afinal, há outras datas significativas a serem exaltadas, como os 320 anos da chegada de Antônio Dias, bandeirante paulista fundador do arraial que deu origem à cidade, e os 280 anos do nascimento de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, patrono das artes brasileiras.

Para o secretário de Cultura e Patrimônio, Zaqueu Astoni, o ano de 2018 é um marco especial na trajetória de Ouro Preto: “comemoramos também os 80 anos da Igreja Sagrado Coração de Jesus do distrito de Miguel Burnier, 50 anos do Museu do Aleijadinho, 20 anos do Museu do Oratório, e 50 anos da Fundação de Artes de Ouro Preto, FAOP, entidade vinculada à Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais”, destaca o secretário.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação – PMOP

Apoio Cultural: