Shows, oficinas e exposições promovem a produção artesanal da goiabada – Patrimônio Imaterial de Ouro Preto.

MatrizSaoBartoNos dias 12, 13 e 14 de abril acontece a 17ª edição da tradicional Festa Cultural da Goiaba de São Bartolomeu. O evento, que já se incorporou ao calendário turístico de Ouro Preto, ocorre no período conhecido como enchente das Goiabas, durante as chuvas de São José. A Festa da Goiaba é uma realização da Associação dos Doceiros e Agricultores Familiares (Adaf) e Associação de Desenvolvimento Comunitário de São Bartolomeu (Adecosb), com apoio da Prefeitura de Ouro Preto.

O evento é uma homenagem ao ciclo da goiaba, desde a colheita, que acontece nos meses de fevereiro, março e abril, até a produção artesanal do doce, que envolve parte significativa da comunidade local. “A festa valoriza a arte de fazer doce, tradição no distrito há mais de 200 anos”, explica a secretária da Adaf, Pia Márcia Chaves.

A Festa Cultural da Goiaba começou na década de 90 em uma Oficina de Artes de Ofício realizada no distrito. Após alguns anos sem ser realizada, voltou a acontecer em 2007. A volta do festejo fez parte do registro da produção artesanal de doce de São Bartolomeu como Patrimônio Cultural e Imaterial do Município de Ouro Preto, por meio do Programa Nacional do Patrimônio Imaterial, instituído pelo Decreto Federal 3551, de 2000.

O doce foi o primeiro bem imaterial registrado dentro do Programa de Patrimônio Municipal de Ouro Preto. Segundo o historiador João Paulo Martins, a escolha foi feita porque a goiabada já é uma marca e uma identidade do local. O registro do patrimônio visa dar reconhecimento à manifestação cultural e também preservá-la.

Para João Paulo, o registro teve um impacto positivo para a comunidade, atraindo a imprensa, o turismo no distrito e as demandas por parte do poder público. “O registro ajuda na produção, divulgação e comercialização do produto e a manutenção dessa prática e dessa manifestação que é o mais importante”, explica.

Pia Márcia também reforça a importância do reconhecimento da goiabada e de sua produção. “O doce foi agregado à comunidade. Aumentou a auto-estima do produtor e a arte de fazer doce atingiu um universo muito maior.”

São Bartolomeu fica situado às margens do Rio das Velhas, a 13 km de Ouro Preto. Forma um dos mais belos conjuntos arquitetônicos da região dos Inconfidentes, com destaque para as casas, a Igreja Matriz do padroeiro que dá nome à localidade e a Capela de Nossa Senhora das Mercês. Documentos mostram registros que apontam para a produção de doce desde a metade do século XVIII na comunidade. Tradição esta que passou de família para família com a produção do doce de marmelo e no século XX, a goiabada.

Programação:

Dia 12 Sexta-feira

16h Abertura com exposição e vendas de doce da região (Casa da Festa)

18h Projeção do Acervo de Fotos e Vídeos (rua principal)

19h Espetáculo Teatral Causos de Brasêro – Estandarte CIA de Teatro (sede Adescob)

20h: Homenagem aos Doceiros e degustação dos tradicionais doces de São Bartolomeu (Casa da Festa)

21h: Grupo de Seresta Tico-Tico do Bandolim de Santo Antônio do Leite (rua principal)

Dia 13 Sábado

09h: Oficina “Contação de Histórias”- CIA teatral 2×2 (escola municipal)

10h: Abertura com exposição e vendas dos doces da região (rua principal)

13h: Oficinas “ Saber Fazer Goiabada”, ministrada por Veive (doceira da comunidade) e Karina Moreira (discente do Tecnólogo Superior em Gastronomia do IFMG Ouro Preto) (Casa da Festa)

15h: Coral das Crianças da E.M.Dr Washington de Araújo Dias apresenta: Doces em Versos (Adro da Igreja)

16h: Espetáculo Teatral: 40 galinhas para Cecília, CIA Teatral 2×2 (Adro da Igreja)

18h: Projeção do Acervo de Fotos e Vídeos (rua principal)

20h: Show com o Grupo Acúrdigos (palco)

Dia 14 Domingo

09h e 11h: Jogos de futebol

10h: Exposição e vendas dos doces da região (rua principal)

13h: Bingo ADAF (Adro da Igreja)

16h: Missa na Matriz de São Bartolomeu

APOIO CULTURAL.: Guiacachoeiradocampo.com.br

Share This