Feira Livre de Cachoeira do Campo completa um ano com programação especial em agosto

O evento acontece na Praça da Matriz, no dia 05 de agosto, a partir das 15h e, entre diversas atrações, traz show com Sílvia Gomes e convidados.

Foto- A cantora Silvia Gomes se apresenta com convidados as 18h na Feira Livre de Cachoeira do Campo
Crédito-Divulgação

A Feira Livre de Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto (MG), comemora 1 ano de resistência no dia 05 de agosto e traz diversas atrações gratuitas na Praça da Matriz, como exposição e venda de artesanatos, espetáculo infantil com o Coletivo Jenipapo, oficina de dança do ventre com Kelvia Murielle, Causos de Brasêro com Marcelino Xibil Ramos e um show especial com a cantora Silvia Gomes e seus convidados, Letícia Garcia e Daniel Rodrigues. Após o show de Silvinha, o palco fica livre para qualquer artista que queira se apresentar.

A cantora Silvia Gomes afirmou estar feliz pela oportunidade de se apresentar no evento. “Meu coração está cheio de alegria por cantar em casa. A Feira Livre completa um ano agora e é um movimento de resistência que vem crescendo cada vez mais. É muito importante que esse movimento tenha continuidade. É maravilhoso perceber que ele é produzido por jovens que acreditam nesse tipo de ação, ou seja, reunir pessoas da cidade e mostrar o trabalho artesanal de quem vive na região e movimentar o turismo”.

A Feira Livre, formada por um grupo de artesãos, artistas, músicos e cozinheiros é um movimento artístico-cultural que acontece mensalmente no distrito de Cachoeira do Campo. O evento foi idealizado pela dupla de amigos cachoeirenses Danielle Xavier e Lucas Xavier, que enxergaram a necessidade de movimentar as ruas, criar um espaço de encontro com atividades culturais e gerar renda para a população. Além disso, como explica a idealizadora e artesã Danielle Xavier, o movimento possui um forte caráter político. “Temos o objetivo de atrair renda e voltar os holofotes dos turistas e ouro-pretanos também para o nosso distrito, pois muitas vezes as atenções ficam todas voltadas apenas para Ouro Preto”, afirma Danielle. “Nós também temos potencial para receber bem os turistas que passam pela região”, complementa.

Lucas Xavier explica que a feira conta com vários produtos, como artesanato, pintura, bordado, objetos de decoração, brechó, acessórios, sabonetes artesanais, chocolates, produtos orgânicos, bolos, biscoitos, salgados e muito mais. “Com tudo isso e muito mais, completamos o ciclo de um ano, com várias comemorações, apresentações e brincadeiras que trouxeram vida e cor para o nosso distrito durante esse tempo”.

Silvia Gomes pelo poeta e Historiador Tadeu Morais

“Silvia Gomes é gente afinada, ligada no que é bom, no que é novo e que transforma as canções que
chegam até ela em preciosidades.
Essa moça faz parte de um tempero mágico. É um
tempero mágico na música brasileira, como uma
super intérprete, compilando em seu universo vários
estilos musicais.
Completa a criação do poeta e a música do compositor, pois dá vivacidade à canção, enriquece a obra com sua voz firme que, com originalidade e força próprias.
Aos poucos, vai rompendo distâncias, agradando,
conquistando todos aqueles que a ouvem.
Cantora de apuro vocal e timbre único, Silvia se faz porta-voz de uma nova geração de compositores e
poetas independentes do Brasil, com o entusiasmo de
quem precisa criar e comunicar como uma necessidade vital, uma forma de vida”.

Sobre o show em Cachoeira do Campo, a artista revelou que a apresentação conta com um formato especial para a feira. “Nós reunimos um trio exclusivamente para a feira. Trata-se de um encontro de amigos, os cariocas Daniel Rodrigues e Letícia Garcia são artistas incríveis. Traremos muito jazz, samba e MPB ao som de violão e vozes. A festa vai ser linda. Vem pra Feira Livre, coração”, convidou Sílvia Gomes.

Confira a programação e acompanhe o evento através do link para o Facebook:

Apoio Cultural.: 

Share This