Guia Social na luta pela preservação da Igreja das Dores (1761) Patrimônio de Fé e da Cultura do Município de Ouro Preto – MG

Deu na mídia da Região dos Inconfidentes…

Comunidade de Cachoeira do Campo anseia por retomada na restauração da Igreja de Nossa Senhora das Dores

0doresConstruída em 1761, e tombada como Patrimônio Cultural do Município de Ouro Preto desde 2010, a Igreja de Nossa Senhora das Dores de Cachoeira do Campo mantém suas atividades paroquiais em meio a muitas dificuldades, em função das reformas necessárias à sua preservação.

Segundo o Coordenador da Comunidade e Membro da Comissão Arquidiocesana de Arte Sacra, Rodrigo Gomes, a Igreja passou por uma ação de restauro na década de 80, que não logrou sucesso em suprir todas as necessidades de reforma do bem que, é considerada a 1ª Igreja de Nossa Senhora das Dores do Brasil.
A Associação Cultural Amigos de Cachoeira do Campo – AMIC em conjunto com a comunidade vem buscando alternativas para conseguir recursos financeiros para o restauro do templo desde 2007, quando o forro da edificação cedeu, colocando em risco os fiéis que a freqüentavam. Após a mobilização bem sucedida para o tombamento municipal, em 2011 o telhado foi reformado com recursos municipais possibilitando a comemoração do aniversário de 250 anos da Igreja.
A Igreja precisa agora a fim de que voltem suas atividades normais em atendimentos à comunidade local, ter sua restauração concluída, para tal já conta com todos os projetos prontos e necessita de recursos para a retomada das obras.
Vale lembrar que, também no distrito de Cachoeira do Campo, a Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, patrimônio tombado pelo Iphan desde 1949, encontra-se em fase de restauração já tendo 100% da obra do telhado.

Fonte: http://omundodosinconfidentes.com.br/comunidade-de-cachoeira-do-campo-anseia-por-retomada-na-restauracao-da-igreja-de-nossa-senhora-das-dores/
Foto: Rodrigo Gomes

Maiores Informações:
www.igrejadasdores.com.br
www.facebook.com/igrejanossasenhoradasdores1761