CONFIRA A MATÉRIA :
Reportér: Julia Guimaraes – Jornal O Tempo

FOTO: RODRIGO GOMES/DIVULGAÇÃO

Para comemorar 250 anos de existência, a igreja de Nossa Senhora das Dores, localizada em Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto, terá seu telhado recuperado e restaurado.

Viabilizada com recursos do Fundo de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural de Ouro Preto – Funpatri, a obra está prevista para começar tão logo findarem as chuvas deste fim de verão e irá custar pouco mais de R$ 79 mil. A finalização do restauro dos telhados deve ocorrer aproximadamente 60 dias após o início dos trabalhos de restauro.

Desde 2008, a igreja estava fechada para a população devido aos estragos nos telhados e nos forros da capela. Decorados com pinturas do século XVIII, os forros fazem parte da próxima fase da recuperação da igreja, ainda sem prazo para execução devido à ausência de verbas.

Segundo um levantamento feito junto ao Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Cecor) da UFMG, o restauro do forro ficará em R$ 450 mil. Somente no ano passado, a igreja – inaugurada em 1761 – foi tombada como patrimônio material de Ouro Preto.
“As imagens do forro, que atualmente ameaçam cair, são pinturas interessantes, já que possuem inspiração medieval em plena era do Barroco. Podemos ver essa referência nas vestimentas dos quadros da via sacra presentes na igreja”, explicou Rodrigo Gomes, presidente da Associação Cultural Amigos de Cachoeira do Campo (Amic).

Segundo Gomes, a igreja só poderá ser reaberta quando telhado e forro forem restaurados.”Algumas tábuas estão caindo do forro, o que torna a igreja perigosa para uso. De qualquer jeito, vamos realizar festejos na área externa do local para marcar as comemorações dos 250 anos”, garante.

Obtido em: http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=165288,OTE&busca=Igreja%20das%20Dores&pagina=1

Share This