A Secretaria de Saúde de Ouro Preto realizou na última sexta-feira (15) uma coletiva para esclarecer questões relacionadas à campanha contra dengue e ao surgimento de mais dois casos da doença no Município. Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Dr. Núncio Araújo Sol, os casos foram registrados no distrito de Antônio Pereira e já foram tratados.

dengue

No início do ano já haviam sido constatados seis casos importados de dengue, ou seja, a doença foi adquirida em outros municípios por moradores de Ouro Preto. Ao contrario destes, nos dois últimos casos a infecção aconteceu dentro do Município. A situação mobilizou a Secretaria de Saúde na campanha “Ouro Preto contra a Dengue”. Na primeira semana de aulas, foram realizados trabalhos de orientação junto aos alunos da rede municipal. Durante o carnaval, a Vigilância em Saúde intensificou as orientações e as visitas domiciliares devido à grande quantidade de turistas que a cidade recebe nesta época.

Os distritos de Amarantina, Cachoeira do Campo e Antônio Pereira têm maior atenção devido ao clima propício à reprodução do mosquito Aedes aegypti e à população flutuante desses locais.

Dr. Núncio faz um alerta à população lembrando que mais de 80% dos focos de dengue são domiciliares: “Verifique seu quintal, evite água acumulada em garrafas, pneus, pratos e vasos de plantas, e mantenha a caixa d’água, barris e tonéis bem fechados”, destaca o superintendente.

As visitas dos agentes de Combate a Endemias e o tratamento focal continuam durante todo o ano. Em caso de imóveis fechados, o dono pode deixar a chave com um vizinho ou agendar uma visita pelo telefone 3559-3250. Para terrenos abandonados, as denúncias devem ser feitas pelo mesmo telefone.

Fonte: Comunicação/PMOP
Apoio Cultural: Guiacachoeiradocampo.com.br

Share This